Tá na Mesa: South Summit e seu legado para o RS

Resultado surpreendente de público e de experiência, o evento de inovação recebeu 20 mil pessoas e mostrou a importância do cais do porto para Porto Alegre

11/05/2022

Thiago Ribeiro, Cláudio Gastal, Anderson Trautman Cardoso, Pedro Valério, José Renato Hopf, Alsones Balestrin
Thiago Ribeiro, Cláudio Gastal, Anderson Trautman Cardoso, Pedro Valério, José Renato Hopf, Alsones Balestrin

 

 


          Números robustos, experiência  e legado vitoriosos foram apresentados nesta quarta (10) no Tá na Mesa da FEDERASUL que ouviu os organizadores do South Summit, evento de três dias que encerrou na última sexta-feira (06) em Porto Alegre. 20 mil pessoas, mais de 50 países, mais de 40 mil contatos, mais de 7.500 empresas, mais de 2.500 startups, mais de 450 investidores, mais de 20 fundos internacionais, mais de 500 palestras, foram alguns dos números apresentados pelo CEO da 4all, José Renato, um dos convidados, que mostrou aos empresários a importância da parceria com o setor público e universidades para o sucesso do evento, que será realizado, no ano que vem, dias 29,30 e 31 de março, novamente em Porto Alegre.


         O secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Claudio Gastal, um dos mais animados com os resultados do evento (“que superaram as expectativas”) agradeceu a ajuda da iniciativa privada na primeira edição do South Summit na América Latina e pediu a participação de todos, novamente, no ano que vem. “A soma de esforços do setor público, com a iniciativa privada, entidades empresariais e universidades, mostrou que é esta é a receita do sucesso”, disse.


         Falaram também o secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia, Alsones Balestrin e a coordenação ficou com Pedro Valério, diretor de inovação da FEDERASUL e CEO do Instituto Floresta. “A South Summit deixou uma série de iniciativas para o Rio Grande do Sul”, lembrou Balestrin, que atribuiu às startups o novo motor da geração de riqueza no mundo.


         Ao abrir o Tá na Mesa, o presidente da FEDERASUL, Anderson Trautman Cardoso, lembrou que a inovação é o tema central da sua gestão na FEDERASUL. “Nossa visão sempre foi clara: não há possibilidade de crescimento sustentado para o Brasil, para o RS e para as nossas empresas que não passe pelo investimento em inovação”, enfatizou.


         Disse também que a temática ganha reforço com o associativismo e a união, características da FEDERASUL. “Quando colocamos esses processos em um fluxo sinergético os frutos são potencializados”. Lembrou que a realização da South Summit em Porto Alegre mostrou o valor de um ambiente propício à inovação. “Isso gera uma reconhecida união em torno de pautas transformadoras”, concluiu.

 

Fonte: Imprensa Federasul FOTO: Rosi Boni

› Compartilhe

— LEIA TAMBÉM —

novidades

Receba nossas novidades. Cadastre-se gratuitamente.

Top