Matchmaking marca conexão social

Evento do Núcleo de Jovens Empresários ocorreu no Portal da Inovação

13/05/2022

Solange da Silva, Isadora Pavoni e Eliézer Brasil
Solange da Silva, Isadora Pavoni e Eliézer Brasil

 

 

 

O relato sobre como pequenas – ou grandes – atitudes impactaram nas vidas de Solange da Silva, diretora da Certivale Certificado Digital e de Eliézer Brazil, diretor da Valencia Energia Solar e coordenador do Núcleo de Jovens emocionou os participantes do Matchmaking. O evento foi promovido nesta quinta-feira, 12, pelo Núcleo de Jovens Empresários da ACIST-SL e sediado no Portal da Inovação da Unisinos e marcou retorno das edições presenciais. “Nosso propósito, que foi atingido, foi o de gerar networking a partir de histórias inspiradoras”, aponta Brazil. O painel foi mediado pela vice coordenadora do Núcleo, Isadora Pavoni, do escritório Rita Pavoni Advogados Associados.

 

Solange contou sobre as dificuldades vividas na infância – quando ficou órfã e passou por processos de adoção e de carências afetivas e de saúde. No período em que foi residente da Casa Aberta, na adolescência, foi estimulada a não desistir dos sonhos de estudar e ter uma profissão. “Eu sou o resultado das ações e das mulheres que passaram pela minha vida. Por isto, sou grata a todas elas. Cada uma, a seu modo, me tornaram o que sou hoje”, destaca.

 

Utilizando os aprendizados do passado, hoje ela procura oferecer oportunidades para quem precisa, priorizando a contratação de mulheres, oferecendo treinamento e preparando-as para crescer profissionalmente. “Eu desejo que a Certivale seja uma grande experiência enquanto as pessoas estiverem trabalhando conosco”. Solange administra, junto com seu marido e sócio, quatro filiais da Certivale, localizadas em São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom e Esteio.

 

Eliézer Brazil recordou o apoio que recebeu no tempo de escola por parte da família e dos professores, sendo a de maior impacto quando cursava o Ensino Médio. Naquela época, sem recursos para fazer a inscrição para uma importante prova de seleção, que lhe daria uma bolsa de estudos, foi ajudado por uma professora, que pagou a inscrição. “Eu passei na prova e graças ao gesto dela, continuei os estudos”, comenta. E esta atitude ele leva para o dia a dia da Valencia e também para o seu entorno. Durante a pandemia, uniu um grupo de colegas do setor de energia solar em torno do projeto “Energia Solidária” para adquirir alimentos para famílias carentes. A Valencia, após ser uma das incubadas da Unidade de Tecnologia do Parque Tecnológico  São Leopoldo Tecnosinos, está em novo endereço e em franco crescimento.

Tanto Solange quanto Eliézer têm a opinião de que as pessoas e as empresas podem deixar um legado por onde passaram, semelhante às das pessoas que tanto os ajudaram ao longo do tempo. Eles reforçara que não importa o tamanho do gesto, o importante é tentar ajudar e fazer a diferença.

 

Dinâmica – E para estimular o networking em torno de um círculo virtuoso, os participantes foram reunidos em grupos e estimulados a criar um projeto social para as entidades assistenciais apoiadas pela Parceiros Voluntários. Ao desenvolver a tarefas, os integrantes puderam se apresentar, gerando conexões. Após a apresentação dos projetos, foram convidados a implantá-los no futuro próximo. “Desta forma, o networking se consolida e também fortalece os laços da solidariedade”, comenta Eliézer.

Abertura – As boas-vindas ao Matchmaking feira dadas por Rita Geremia Pavoni, vice-presidente de Serviços da ACIST-SL. Ela ressaltou a importância do tema do evento, que incentiva os jovens empreendedores a ter o olhar sobre a sociedade.

 

Fonte: Imprensa ACIST-SL | SENHA Comunicação Integrada

› Compartilhe

— LEIA TAMBÉM —

novidades

Receba nossas novidades. Cadastre-se gratuitamente.

Top