Empresas do Tecnosinos recebem termos de quitação da PMSL

ACIST-SL integra a tríplice hélice que faz a gestão do Parque Tecnológico São Leopoldo

19/11/2021

Mario Rosito, Augusto Hafemeister, Juliano Maciel, Oldemar Brahm, Ary Vanazzi e Siegfried Koelln
Mario Rosito, Augusto Hafemeister, Juliano Maciel, Oldemar Brahm, Ary Vanazzi e Siegfried Koelln

 

 

A Prefeitura Municipal realizou a entrega dos termos de quitação de encargos para as empresas da Associação do Polo de Informática de São Leopoldo, que estão instaladas no Parque Tecnológico São Leopoldo (Tecnosinos). No ato, o prefeito Ary Vanazzi concedeu os termos oficiais para as empresas Altus Sistemas SA; Meta Sistemas Informática SA; Meta Informática SA; GVDASA Informática Ltda; Digistar Telecom SA; CWI Informática Ltda e SKA Automação de Engenharias. Agora, elas podem solicitar a averbação no registro de imóveis que irão liberar os encargos das respectivas matrículas. 

 

Para o presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo (ACIST-SL) e diretor da SKA, Siegfried Koelln, que esteve presente na comissão de implantação do Polo, a entrega dá a sensação de dever cumprido. “Nós assumimos um compromisso e este documento representa que este compromisso foi concluído com sucesso. Tudo que está aqui hoje foi responsável por inserir São Leopoldo no mapa da tecnologia da informação”. 

 

A entrega dos termos confere a quitação dos encargos das doações, que foram realizadas em parceria com a Associação Comercial, Industrial de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo (ACIST-SL), assumindo o compromisso da instalação e o funcionamento das empresas no ramo da tecnologia da informação. “Este momento representa hoje a continuação e a realização da inovação em São Leopoldo. Uma experiência que deu certo e que vem concedendo muitos frutos no município”, destaca Vanazzi.

 

O presidente da Associação do Polo de Informática de São Leopoldo e diretor da Digistar, Oldemar Brahm, ressalta a importância de acreditar na inovação. “Pensar em ter um parque tecnológico, na época em que iniciamos, parecia uma utopia. Passados mais de 20 anos, temos a certeza do quanto isso foi importante para o desenvolvimento da cidade. O termo de quitação vai possibilitar a busca por mais investimentos”.

 

A atividade também contou com a presença do gerente de marketing da Altus SA, Augusto Hafemeister; do secretário de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico, Juliano Maciel, e seu adjunto Mário Rosito. 

 

Saiba mais - A Lei Municipal 4.420 criou oficialmente o Polo de Informática de São Leopoldo. A mesma lei possibilitou a doação dos terrenos, cujos termos de quitação foram entregues no ato, localizados junto à Unisinos. Dentre as contrapartidas da iniciativa, a universidade se comprometeu a construir e administrar uma incubadora e um condomínio de empresas. Nascia a Unidade de Inovação e Tecnologia (Unitec), cuja inauguração ocorreu em 1999.

 

Passados mais de 20 anos, o Polo de Informática, que iniciou com seis empresas, cresceu e transformou-se em um dos maiores parques tecnológicos do Brasil, o Tecnosinos. Atualmente conta com 120 empresas e gera cerca de 10 mil empregos diretos. Abriga empresas nas áreas de Tecnologia da Informação, Semicondutores, Automação e Engenharias, Comunicação e Convergência Digital, Tecnologias para a Saúde e Energias Renováveis e Tecnologias Socioambientais.

 

Fonte: Imprensa Tecnosinos

› Compartilhe

— LEIA TAMBÉM —

novidades

Receba nossas novidades. Cadastre-se gratuitamente.

Top