ACIST-SL manifesta-se contra o lockdown

20/02/2021

 

 

A Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo se manifesta completamente contrária ao lockdown sugerido neste sábado, 20, pela Prefeitura Municipal como forma de conter o avanço da contaminação pelo coronavírus. Para a entidade, o fechamento completo é uma medida desnecessária e sem comprovação de eficácia, pois a contaminação não ocorre nos setores produtivos, que seguem todos os protocolos de sanitização e sim nas aglomerações que acontecem sem a fiscalização da Prefeitura”, aponta o vice-presidente de Comércio da ACIST-SL, Felipe Feldmann.

 

 

A entidade irá sugerir também, na reunião do Comitê de Prevenção à Covid agendada para esta segunda-feira, 22, sensibilização do poder público quanto às restrições impostas pela Bandeira Preta, para que os estabelecimentos considerados não essenciais mantenham as atividades, reduzindo apenas a quantidade de funcionários e clientes. “Muitos empreendimentos não irão conseguir suportar mais um fechamento arbitrário, encerrando suas atividades em definitivo”, lamenta.

 

Para o dirigente, está mais do que comprovado que a contaminação não está nos ambientes dos estabelecimentos, sejam de comércio, serviços ou indústria, pois seguem os rigorosos controles apontados pelos protocolos. Não são as empresas o vetor das transmissões. Basta ver os dados de controle de vários segmentos. O grande problema está onde o Poder Público não consegue agir, pois ocorrem nos momentos de lazer e de ócio, em festas e aglomerações desnecessárias. Ao manter as pessoas em suas ocupações normais, estes eventos diminuiriam sensivelmente.

 

 

 

 

Fonte: Imprensa ACIST-SL | SENHA Comunicação Integrada

› Compartilhe

— LEIA TAMBÉM —

novidades

Receba nossas novidades. Cadastre-se gratuitamente.

Top