ACIST SL – Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo Sinodal: crianças aprendem desde cedo a pensar sobre o lixo que produzimos

30 de novembro de 2018

ACIST SL - Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo - Sinodal: crianças aprendem desde cedo a pensar sobre o lixo que produzimos

Desde agosto deste ano, a professora Kamila Robinson, da turma Infantil 2 Tarde B do Colégio Sinodal, vem desenvolvendo com os alunos o projeto “Vamos jogar fora! Mas não existe fora… E agora?”. A ideia surgiu a partir das perguntas elaboradas pelas crianças, que demonstravam querer saber mais sobre a classificação do lixo produzido enquanto lanchavam no colégio.

“A turma, então, começou a pesquisar sobre a decomposição de orgânicos e compararam com os resíduos secos, percebendo diferenças destes processos. Enquanto o lixo orgânico ia pra composteira, o lixo seco ia acumulando na sala e elas (crianças) começaram a pensar estratégias de como eliminá-lo”, explica Kamila.

A partir daí, a professora também contatou a empresa Bio 8, com o intuito de fazer uma parceria entre a pesquisa das crianças e o trabalho de reaproveitamento de resíduos feito por eles. Assim, durante mais de dois meses, as crianças coletaram o lixo produzido no lanche e, no último dia 13, puderam dirigir-se até a empresa e transformá-los em potes. “Lá, perceberam ainda que mesas, cadeiras, blocos e várias outras coisas também podem ser feitos a partir do lixo reciclado”, comenta a professora.

Ainda segundo Kamila, a ideia com este projeto era de instigar as crianças e famílias a pensarem sobre a quantidade de lixo que vêm produzindo. “Germinado, assim, a consciência e percebendo que cada um pode fazer a diferença na hora de consumir menos e reaproveitar o que for gerado”, diz Kamila.


Comentários