ACIST SL – Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo Colégio Concórdia: Química do Bem vai para Barcelona

16 de março de 2018

ACIST SL - Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia de São Leopoldo - Colégio Concórdia: Química do Bem vai para Barcelona

Projeto de alunos do Colégio Luterano Concórdia para uma touca que reduz queda de cabelo de clientes em tratamento quimioterápico foi selecionado para feira internacional

Nos dias 22 a 24 de março, o Projeto “Química do Bem – Tornando a Auto Estima Acessível Novamente”, dos alunos Maria Eduarda Estrella e Francisco Selau da Cunha, ambos do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Concórdia, será conhecido por centenas de pessoas que estarão na cidade de Barcelona, na Espanha. Isto porque o projeto foi selecionado para participar da Exporecerca Jove, uma das mais prestigiadas feiras de iniciação científica para jovens na Europa. A aluna Eduarda irá representar o grupo e viajará acompanhada pela orientadora da pesquisa, a professora de Química Franciele Citolin.

A pesquisa, realizada para a III Feira Regional de Iniciação Científica do Colégio Luterano Concórdia – FEICICC, gerou a criação de uma touca que reduz em 80% a queda de cabelo de pacientes que passam por tratamento de quimioterapia e cujo custo é de apenas 4 reais, enquanto as que estão no mercado custam R$ 3 mil (mais informações abaixo). A escolha pela comissão organizadora da Exporecera se deu após a Eduarda enviar um vídeo de um minuto, em inglês, para a Magma, associação responsável pela organização dessa Feira. “Enviei em dezembro e em janeiro recebi a resposta. Foi muito legal”, conta Maria Eduarda. A partir de então, passaram a organizar a apresentação e a viagem. Ambas partem dia 17 e retornam dia 26.

O projeto da “Duda’, como é conhecida, vem recebendo uma série de premiações, desde que foi apresentado na FEICICC em setembro do ano passado. Naquela exposição, recebeu a credencial para participar da CIENTEC, feira internacional realizada em Lima, no Peru, em outubro.  Nessa Mostra, o projeto conquistou o 2º lugar na categoria Química e ganhou a credencial para participar também na Feira da MILSET Brasil, que ocorrerá em maio próximo, em Fortaleza, no estado do Ceará.

Conforme a professora Franciele, a feira de Barcelona irá proporcionar novas vivências, contatos com outros pesquisadores e a possibilidade deobservar as tendências do mundo científico. A mesma opinião tem Duda que, no futuro, quer cursar Medicina e especializar-se no segmento do Esporte.

 O que é o Projeto Química do Bem – Tornando a Auto Estima Acessível Novamente.

O objetivo do projeto foi criar uma touca refrigerada para ser utilizada durante as sessões de quimioterapia com o intuito de evitar ou diminuir a queda de cabelos e que fosse acessível a todos os pacientes que estivessem em tratamento contra o câncer, auxiliando-os a manter sua autoestima para enfrentar este período tão difícil. Para isto, Maria Eduarda e Francisco Sellau, auxiliados pelo colega Matheus Schonhorst que também era aluno do Colégio no ano passado, realizaram revisões bibliográficas sobre quimioterapia e seus efeitos colaterais, dando especial atenção para a alopecia (queda de cabelo). Após, testaram vários produtos químicos para serem utilizados na touca com a finalidade de realizar vasoconstrição durante o tratamento de quimioterapia. Definidos os produtos, os alunos focaram a pesquisa na busca pela fórmula ideal de uma mistura de álcool e amaciante que conserva, por tempo prolongado, o gelo necessário para o resfriamento responsável pela vasoconstrição. Além disso, definiram também o material a ser utilizado na confecção da touca, a saber: nylon, malha e plástico para confeccionar a touca. Uma das motivações para a realização dessa pesquisa é o fato de os modelos de touca existentes custam, em média, R$ 3.000,00, havendo ainda o custo de R$ 300,00 por sessão para utilização dos mesmos.

Benefícios da touca:

• Alto nível de tolerância e aceitabilidade por parte dos pacientes. • O risco de perda do cabelo é bastante reduzido, aumentando a autoconfiança do paciente. • A autoimagem é preservada, levando a atitudes positivas com relação ao tratamento e à cura. • A vida social e as atividades não precisam ser inibidas. • Taxas de sucesso comprovadas.

Imprensa Colégio Luterano Concórdia | Coordenação: SENHA Comunicação Integrada


Notícias Relacionadas


Associada ACIST-SLColégio Luterano Concórdia


Comentários