EGP Energy celebra três anos de fundação

17/01/2019

Nesta sexta-feira (18), a EGP Energy, especializada em soluções para geração de energia solar, comemora três anos de fundação com muitas razões para celebrar. Segundo a diretora Adriane Menezes, em tão pouco tempo, a empresa registrou expressivos índices de aceitação. Encerrou 2018 com um aumento de 380% no número de instalações de usinas. Em dezembro, elas somaram uma potência instalada de 1,5 megawatts de energia, o que seria suficiente para abastecer cerca de 4,15 mil casas que gastam em torno de 400 quilowatts-mês. “Nossa projeção é aumentar o ritmo para 2019”, destaca.

 

As contratações também seguiram o ritmo de crescimento. Como a empresa não terceiriza os processos, o quadro de pessoal, que hoje é composto por 35 funcionários contratados, passou a contar com colaboradores que atuam nas áreas de Engenharia e Projetos, além da Instalação. “A qualidade das instalações é essencial para garantir a eficiência das usinas e o controle dos processos é maior se a equipe estiver alinhada com as diretrizes da companhia”, diz. Todos são treinados conforme as NRs 10 e 35 – normas de segurança que regulamentam o trabalho com eletricidade e altura, respectivamente.

 

Inovação - A crença de que a inovação é uma das principais diretrizes deste segmento, a EGP mantém com a Unisinos um marco de Cooperação Técnica, Científica e Cultural com a Unidade Acadêmica de Pesquisa e Pós-Graduação do Programa de Pós-Graduação em Gestão e Negócios. O convênio permite o desenvolvimento conjunto de esforços e mobilização de recursos para projetos de ensino, pesquisa e extensão. A parceria possibilita o desenvolvimento de projetos de pesquisa visando à inovação, somando aos que já são realizados na universidade na área de energia solar fotovoltaica. A EGP também integra o projeto ALI – Arranjos Locais de Inovação – do Sebrae, pelo qual recebe uma série de consultorias para melhorar cada vez mais os seus processos de gestão.

 

Garantia – Os projetos idealizados e instalados pela EGP têm garantia de um ano, os inversores cinco anos, enquanto os módulos solares têm dez anos de proteção contra defeitos de fabricação, além de o fabricante garantir a produção de energia por um período mínimo de 25 anos.

 

Fonte: Fonte: Imprensa EGP Energy | SENHA Comunicação Integrada

› Compartilhe

— LEIA TAMBÉM —

novidades

Receba nossas novidades. Cadastre-se gratuitamente.

Top