ACIST-SL participa da reunião da Federasul

05/02/2019

Oldemar Brahm, presidente da ACIST-SL, Madeleine Hilbk, vice-presidente de Relações Institucionais, Maiara Fangueiro, gerente executiva e Valdir Mattos, ex-presidente da ACIST-SL
Oldemar Brahm, presidente da ACIST-SL, Madeleine Hilbk, vice-presidente de Relações Institucionais, Maiara Fangueiro, gerente executiva e Valdir Mattos, ex-presidente da ACIST-SL

 

A Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (FEDERASUL) promoveu, ao longo da sexta-feira (01), mais uma edição da tradicional palestra inaugural da Entidade que, oficialmente, dá início aos trabalhos da Federação em 2019. O evento aconteceu no auditório do Complexo Eólico de Osório. Compareceram presidentes e representantes de associações comerciais de todo o Estado. A diretoria da ACIST-SL também acompanhou o evento, com a presença do presidente Oldemar Brahm, da vice-presidente de Relações Institucionais e conselheira da Federasul, Madeleine Hilbk, de Maiara Fangueiro, gerente executiva e de Valdir Mattos, ex-presidente.  Para Oldemar, o encontro foi muito importante para conhecer as ações da Federação em 2019, bem como a troca de informações entre os demais dirigentes.

 

Na abertura da reunião, a presidente da Federasul, Simone Leite, destacou aos participantes as importantes escolhas e as principais alternativas que estão se apresentando para o ano que se inicia. A dirigente fez questão de salientar as dificuldades ao qual o Estado vem sendo acometido, mas reiterou que a participação da classe produtiva e o espírito empreendedor deve ser, cada vez mais, estimulado e encorajado. “Temos que ter a consciência de que não devemos ficar na dependência contínua do Poder Público. O governo deve facilitar a vida do empreendedor e focar em pontos nevrálgicos: Saúde, Segurança e Educação”, afirmou.

 

Na presença do secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul, Marco Aurélio Santos Cardoso, a Federasul oficializou, também o lançamento do Fórum Federasul O Rio Grande em Transformação. De acordo com o vice-presidente de Integração, Rafael Goelzer, o Fórum visa discutir e identificar as oportunidades de melhorias regionais de todo o Estado, aproveitando seu protagonismo e a capilaridade da Federação para incentivar as ações por meio das Entidades Empresariais. “A ideia é também difundir iniciativas que sintonizem com as expectativas das comunidades que colaborem com esta transformação”, disse.

 

Após Goelzer, o secretário da Fazenda do RS, Marco Aurélio, detalhou toda a situação financeira e fiscal do Rio Grande do Sul, que vem ao longo dos últimos anos sendo gradativamente reduzido, mas longe do ideal para sanear as dificuldades do Estado. De acordo com o secretário, “o Governo segue empenhado em formalizar e aderir ao Regime de Recuperação Fiscal, mas a situação [financeira] é muito delicada e tende a piorar, principalmente no tocante ao vencimento do funcionalismo”, disse.

 

› Compartilhe

— LEIA TAMBÉM —

novidades

Receba nossas novidades. Cadastre-se gratuitamente.

Top